Flexibilidade de usos é característica do 3M Limflex

A 3M Agropecuária estará apresentando, em seu estande na FeiCorte, de 20 a 24 deste mês, em São Paulo, uma nova alternativa para o cruzamento industrial brasileiro: 3M Limflex, o reprodutor para o Brasil Central. Segundo o pesquisador Luiz Otavio Campos da Silva, da Embrapa Gado de Corte, a proposta do 3M Limflex é interessante porque foi concebida como uma opção para atender a demanda de mercado por animais rústicos, funcionais, que sejam avaliados como superiores na produção de progênies produtivas nas condições de Brasil tropical.

Para Luiz Otávio, espera-se que o Limflex venha possibilitar aos pecuaristas que se dedicam à cria o uso de animais compostos adaptados e produtivos. “Desta forma, quer via inseminação artificial ou mesmo via monta natural, seria possibilitado que o produtor usufruísse dos benefícios da heterose na produção de carne”, explica. O importante, para ele, é que venha produzir uma progênie de performance superior em condições de Brasil tropical.

Porém, segundo Luiz Otávio, cabe ser ressaltado que o conceito do Limflex é de flexibilidade, já que o animal que pode ter em sua composição de 25 a 87,5% de genética Limousin. “Sua concepção é compor o Limousin com outras raças de forma a atingir seus objetivos. Observe-se ainda que pode-se ter diferentes formas de Linflex para atender a diferentes sistemas de produtivos”, afirma.

Para o pesquisador, o que pecuarista deve ter sempre em mente é a resolução da equação dada pelo trinômio Amimal-Meio-Mercado. “Isto quer dizer que deve-se ter em mente, bem colocados, os objetivos biológicos e econômicos a serem atingidos dentro das condições de sistema de produção que se tem”, diz. Ele diz que a grande vantagem do Limflex é a flexibilidade pois pode ser produzido em diferentes composições genéticas para se atingir a diferentes objetivos sob diferentes condições.

O rendimento do produto Limflex também vale a pena ser citado. Embora ainda em processo de análise dos dados referentes ao primeiro lote de animais Limflex, Luiz Otávio destaca que as carcaças parecem atender aos seus propósitos. “Tem peso, cobertura de gordura e maciez necessários à caracterização de uma boa carcaça. Mas ainda estamos avaliando os resultados”, diz.

“O grande perigo é a idéia do Limflex ser mal utilizada. Não basta fazer a mistura de sangue, utilizando animais sem avaliações corretas, ou ainda comercializar indevidamente animais como reprodutores sem a devida qualificação”, alerta o pesquisador. Segundo ele, é preciso responsabilidade na produção do animal.

Na 3M Agropecuária, o desenvolvimento do 3M Limflex é feito apenas com animais de grande perfomance, que são submetidos a um programa extremamente rigoroso de avaliação realizado pela Associação Brasileira de Limousin (ABL). “Neste programa, só são admitidos animais que tenham se destacado. Com isso, garantimos ao processo melhor terminação e rusticidade do 3M Limflex”, afirma Luiz Meneghel Neto, da 3M Agropecuária.

A 3M Agropecuária coloca o peso de sua história na pecuária brasileira como garantia do produto 3M Limflex. Com o Nelore, o Limousin e o cruzamento industrial, a 3M procura se posicionar no mercado de forma consistente, profissional e com rentabilidade. Seu padrão de manejo foi projetado para que o animal alcance suas potencialidades e tenha desenvolvimento pleno nas condições mais naturais possíveis.

Hoje, os produtos 3M – sêmen, embriões, matrizes e reprodutores – são comercializados para diferentes Estados brasileiros.